Gratidão e solidariedade transformam projeto social

Marcia é uma das voluntárias do projeto Estendendo a Mão realizado nos bairros Floresta e Trevo, em Braço do Norte

A solidariedade é um gesto que não necessita de palmas nem de palco, é simplesmente um ato de interajuda quando mais precisamos. A jovem Marcia Pereira sabe o que é receber o bem, agradecer e retribuir. Trocas de gestos de amor foram vivenciadas por ela que, em 2011 realizou uma cirurgia em função de uma síndrome dolorosa complexa regional Tipo 1.

A doença rara causava dores crônicas e desde 2003, Marcia sofria diariamente. Coisas simples como abrir a porta de casa, para ela era uma tarefa quase impossível. Para realizar a cirurgia, ela teve que arrecadar pouco mais de R$100 mil, já que o procedimento não tinha cobertura do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o apoio da família, amigos e de toda sua comunidade foram feitas rifas e doações que resultaram no valor necessário para a cirurgia.

Graças à união de forças, Márcia retomou sua rotina e em gratidão a todo o ato de solidariedade recebido, hoje a jovem de 33 anos se dedica a fazer o bem ao próximo. “Minha missão é dar continuidade a essa corrente do bem honrando e multiplicando a solidariedade por meio do projeto Estendendo a Mão. Sou grata por todos que me ajudaram e tento retribuir isso também apoiando quem precisa”, comenta.

Ela é uma das voluntárias da Associação de Moradores do bairro Floresta-Trevo (AMBFT), de Braço do Norte que há três anos desenvolvem o projeto Estendendo a Mão – Ajudando Crianças e Adolescentes.

O projeto busca ocupar o tempo extracurricular das crianças e adolescentes de 06 a 16 anos, desenvolvendo pensamento crítico, inclusão escolar, espiritual e autoestima. Assim, mais de 60 jovens participam semanalmente de aulas de dança, teatro, música, esportes em geral (lutas, basquete, outros), e artesanato.

 

Café colonial comemora três anos do projeto

Para comemorar as conquistas de estender a mão, os moradores promovem um café colonial, neste sábado, 15 de setembro, às 15h30min, no Centro Comunitário do bairro Floresta.

A integrante do projeto Marcia Pereira, afirma que o evento contará com uma palestra com o psicólogo Natanael Medeiros. O tema será “O papel da família nos bastidores do futuro”. Também terá música ao vivo com Erasmo Acústico, apresentação de todas as oficinas do projeto, balé do Estúdio Entre no Ritmo, apresentação da Associação de Karatê Braçonortense, além da presença da equipe do ESF do Bairro Floresta e do Laboratório Popular (Biovita). “Convidamos a todos para participar conosco dessa confraternização. Temos muitas coisas para comemorar e dar continuidade”, ressalta a voluntária.

 

Folha Mais

O ingresso está sendo vendido a R$10, o valor arrecadado será revertido em melhorias nas aulas oferecidas gratuitamente às crianças e adolescentes.


Leave a Comment