Escolas de Gravatal se destacam no Projeto Verde é Vida na região

E.E.F. Profª Naíde Guedert Teixeira foi uma das selecionadas para participar da 3ª etapa da Mostra Científica, em Santa Cruz do Sul em 2019

Escolas de Gravatal participaram nesta terça-feira, 25 de setembro, da 10ª Mostra Científica Verde é Vida da 2ª fase da Etapa Regional, em Grão-Pará. Diversos estudantes apresentaram seus projetos em valorização ao meio ambiente e receberam da Afubra, medalhas pelos trabalhos realizados.

Durante as seletivas, por uma diferença mínima de pontos, a E.E.F. Profª Naíde Guedert Teixeira foi a vencedora do Projeto Verde é Vida na região de Tubarão para participar da Terceira Etapa em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, na feira e exposições da Expoagro da Afubra no mês de março de 2019.

Para a Secretária Municipal de Educação, Inovação, Cultura, Esporte e Lazer, Maria Estela Vieira Gomes, a mostra incentiva a educação entre os estudantes. “Os trabalhos de pesquisas são de suma importância para o aprendizado do aluno, levando-o a pesquisar e buscar conhecimentos e comprovando resultados, além de estarem contribuindo com a preservação do meio ambiente, envolvendo a comunidade escolar, pais e demais pessoas da sociedade”, afirma.

O Projeto Verde é Vida é um programa realizado pela Afubra tendo a parceria da Secretaria Municipal de Educação, dando suporte e apoio na realização dos trabalhos e encontros das etapas da Mostra Científica.

Apresentações de destaque

Os alunos Mateus Soeth e Eduardo Fernandes Kuhnen da Escola de Educação Básica Hercílio Bez, do bairro Termas, apresentaram o projeto “A origem das águas quentinhas de Termas do Gravatal” sob a coordenação da Professora Marilane Rafael Correa Favarin. Já os alunos Guilherme Doener de Oliveira e Cauã Makofki, da EEF Profª Naíde Guedert Teixeira, do Centro, apresentaram o Projeto “Aranhas” sob a coordenação da Professora Dorly Laureth Espindola Zanelato. As alunas Sara da Silva Rodrigues e Ana Luise Martins das Neves, da EEB Joaquim Cardoso Duarte, do Pouso Alto, apresentaram o projeto “Projeto Educar para somar: Pesquisa científica de onde vem o plástico”, sob a coordenação da Professora Elisângela Corrêa Medeiros Pereira.


Leave a Comment