Edição 31/07/18

Amin e Bauer confirmados e atas também ficam abertas

Mais duas convenções partidárias no sábado e domingo definiram dois nomes para a disputa do governo estadual em Santa Catarina. Esperidião Amin pelo PP e Paulo Bauer pelo PSDB foram aprovados por seus correligionários. Ambas as convenções deixaram as atas abertas, a exemplo do que ocorreu com o PSD e Gelson Merísio na semana passada. Este ponto indica que estas definições podem mudar. Um dos três, por exemplo, pode deixar de ser candidato e alianças podem ser feitas. Apesar das definições das convenções, o cenário ainda apresenta indefinições. O próximo fim de semana reserva espaço para as convenções do PT, com Décio Lima, que realmente deve ter chapa pura, e o MDB, de Mauro Mariani, que até agora é quem mais comemora esta indecisão e divisão dos adversários. A eleição em Santa Catarina pode ter cinco candidatos dos grandes partidos, quatro ou só três. Quem sabe?

Senado

Em uma eleição com duas vagas em disputa, a movimentação dos últimos dias tem revelado uma possibilidade pouco discutida até então. O lançamento de apenas um candidato por partido, no caso dos que cogitam a chapa pura. Até agora, já foram aprovados em convenções: Raimundo Colombo (PSD), Ricardo Lautert (PSTU), Napoleão Bernardes (PSDB) e possibilidade de Jorge Boeira (PP). A Rede é a exceção até agora com a confirmação de Miriam Prochnow e Diego Mezzogiorno. Mais do que estratégia, o problema mesmo tem sido a falta de nomes viáveis.

PSTU com Ingrid

Ainda no último domingo, e informação que ficou de fora da coluna passada, o PSTU definiu o nome da professora Ingrid Assis como candidata a governadora. Até agora é a única mulher na disputa do executivo e será também a primeira indígena a disputar o cargo. Entre os partidos menores, o PSOL realiza convenção no próximo sábado, e tem como pré-candidato o jornalista Leonel Camasão. O PSL, sem nome definido, também tem convenção marcada para o mesmo dia.

Mais nomes para o Sul

Outros nomes do Sul foram confirmados nas convenções de sábado, em Florianópolis, e domingo, em Joinville. No PP, Pepê Collaço (Tubarão), Valmir Comin (Siderópolis), José Milton Scheffer (Sombrio) e Lei Alexandre (Forquilhinha) para deputado estadual e Jorge Boeira (que ficou à disposição para disputar o Senado) e Dalvânia Cardoso (Içara) para federal. No PSDB, Dóia Guglielmi (Içara), Aroldo Frigo Junior (Nova Veneza), Julio Kaminski (Criciúma), Norminha (Tubarão) e Sarah Maciel (Araranguá) para estadual e Geovânia de Sá (Criciúma – que ainda pode ser candidata a vice) José Luiz Tancredo (Tubarão) para Federal.

Busca de investimentos

A região Sul do Estado deve aproveitar as obras estruturantes que foram realizadas nos últimos anos para recuperar a economia. Para que isso aconteça é preciso ir atrás dos investimentos que se deseja ter por aqui. Caso contrário, o desenvolvimento até poderá vir, mas não na velocidade que se espera. Estas observações foram feitas pelo ministro do Turismo, Vinícius Lummertz (MDB) na cerimônia festiva de posse da nova diretoria da Associação Empresarial de Tubarão, na noite de quinta-feira, 26 de julho, agora presidida por Edson Martins Antônio.

 


Leave a Comment