Edição 1589 – 17 de maio de 2019

Boa notícia
Em um momento em que se fala em cortes públicos e recessão, Braço do Norte virou manchete estadual na semana que passou por duas boas notícias. A primeira pelo pacotão de obras anunciadas pelo governo municipal que, de uma só vez, investe cerca de R$ 20 milhões em 51 obras de infraestrutura em Braço do Norte. O que gera qualidade de vida, diminuindo a poeira e a lama em todos os bairros.
A outra notícia, foi o anúncio de investimentos de R$ 50 milhões pela empresa Metasul, na ampliação de seu parque fabril. A empresa, uma das maiores do município, irá gerar 200 novos empregos no prazo de dois anos, com a instalação de novos maquinários, importados da Espanha, Coréia, Alemanha e China, em um novo pavilhão com 21 mil metros de área construída.
A nova unidade é construída anexa a atual, localizada no bairro Rio Bonito, e irá produzir o piso vinílico de PVC. O material substitui o laminado de madeira, e tem como principal vantagem, de poder molhar. O produto, que há três anos vem sendo desenvolvimento pela empresa, foi lançado em março pela Metasul na feira Revestir, em São Paulo.

Má notícia

A única concessionária de veículos com oficina mecânica de Braço do Norte fechou as suas portas na virada do mês. O anúncio do encerramento dos trabalhos do Grupo Kolina no Vale foi feito após o feriado de 1º de maio, Dia do Trabalhador, quando os clientes se depararam com a loja vazia. Dos nove funcionários que trabalhavam na concessionária Chevrolet, três foram transferidos para Tubarão e os demais, por conta própria, já estão empregados. A empresa teria fechado as portas, sem nenhum comunicado prévio, devido as exigências de padronização feitas pela matriz, como publicidade externa e layout interno. Pela avaliação de dos diretores da Kolina, seriam necessários um investimento de cerca de R$ 200 mil, o preço médio de quatro carros populares. A matriz do grupo achou demais este investimento para o povo de Braço do Norte. Quem quiser, agora, revisar seu veículo, terá de agendar e levar o carro, por conta própria, a Tubarão. A Ford Florisa, a outra concessionária autorizada de Braço do Norte, possui apenas um showroom com os modelos à venda. Enquanto não valorizarmos os nossos empresários locais e continuarmos comprando veículos fora, é mais distante a possibilidade de termos uma concessionária autorizada por aqui.

Leilão
Após aquisição de dois veículos zero quilômetros, o Conselho Administrativo da Cooperativa de Eletricidade de São Ludgero (Cegero) colocou à venda três carros usados. Trata-se de duas caminhonetes Fiat Strada Fire Flex e uma Toyota Hilux CS 4×4. As vistorias podem ser feitas pelos interessados em 27 e 28 de maio e as propostas apresentadas até 29 de maio na Sede Administrativa.

CDL fecha parceria com a Fundação Getúlio Vargas

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Braço do Norte e a Acivale (Associação Empresarial do Vale) firmaram na última semana, importante parceria com a Fundação Getúlio Vargas, uma das mais renomadas instituições de ensino do País. A parceria garante 10% de desconto aos associados nos cursos oferecidos pela FGV, em Tubarão e Criciúma. Entre a programação de cursos 2019 estão: Em Criciúma: MBA em Gestão: Comercial; MBA em Gestão Empresarial; MBA em Gestão: Finanças, Controladoria e Auditoria; Em Tubarão: MBA em Gestão Empresarial; MBA em Gestão: Industrial; MBA em Gestão: Pessoas e Lideranças. Além disso, a FGV oferece ainda cursos de atualização em inúmeras áreas. A assinatura da parceria com a CDL foi feita pelo presidente Tulio Uliana Demay. O desconto é oferecido a todos os associados da entidade e colaboradores. Informações sobre os cursos da FGV podem ser adquiridas através do fone: (48) 3053.2575 ou através do e-mail [email protected]

Articulação
Na última terça-feira, cerca de 50 apoiadores da chapa 01 para a Cerbranorte se reuniram na Associação da Eletro Xande para debater sobre as movimentações que o grupo deveria realizar. O encontro fomentado pelo advogado Bertilo Borba contou com a presença de membros da chapa e lideranças municipais, incluindo o vice-prefeito Ronaldo Fornazza (PP) e funcionários da Cerbranorte.
Todos aguardam uma definição dos cabeças de chapa da distribuidora, Nelo da Silva e Toninho da Silva, que não se fizeram presentes no encontro, para saber qual rumo seguir.

Fim do recesso
O vereador Israel de Souza (MDB) espera que seja votado nesta segunda-feira, 20 de maio, o pedido formulado por ele para a extinção do recesso de julho das sessões da Câmara de Braço do Norte. Para ele é impensável, no momento atual, os colegas se darem ao luxo de não realizarem sessões durante o período de mais um mês. Lembra que já são 60 dias sem atividades parlamentares na virada do ano. Se somado os períodos sem sessão, dos quatro anos, 12 meses são sem trabalho na tribuna para o vereador. O presidente da Casa, Jacinto Perim (PSD) é contrário ao fim deste recesso. Lembra que existem gastos extras, como divulgação dos atos dos vereadores e, sem sessão, ele pode economizar com publicidade. Acredita que, se for necessário aprovar algum projeto, será convocada uma sessão extraordinária sem custos para a Casa.

Venezuelanos
Depois dos haitianos, chegou a vez dos venezuelanos chegarem ao Vale. A primeira família de refugiados chegou há poucos dias em São Ludgero. O primeiro a chegar foi um homem que recebeu emprego e amparo de um empresário local, que cedeu uma casa e móveis para que ele pudesse trazem os familiares. Os demais membros estão trabalhando como diarista. A assistência social da Prefeitura presta apoio com atendimento na área da saúde e com alimentação. Eles fogem da miséria e da fome que se abateu sobre a Venezuela.


Leave a Comment