Edição 1583 – 12 de abril de 2019

Articulador? 1
O ex-prefeito Ademir Matos (MDB), um dos principais cabos eleitorais da chapa 1, veio à público esta semana para desmentir a informação de que era um dos articuladores da campanha de Nelo e Toninho e Dado e Duda para a Cerbranorte. Declarou: “A respeito das informações publicadas nessa matéria da Folha do Vale em que me colocam como articulador político da chapa 1: Gostaria de informar que nunca fui articulador político da chapa 1 da Cerbranorte, e sim declarei meu voto apenas como associado; O coordenador político da chapa 1 sempre foi o Vice-Prefeito Ronaldo Fornazza (PP)”.

Articulador? 2
Ademir Matos mente e descaradamente! Nos dias que antecederam a formação da chapa 1 era visto, com constância, articulando sua formação, inclusive na própria Cerbranorte. Chegou a indicar seu filho, Michel Niehues Matos, que integra a relação dos candidatos a conselheiros da chapa 1, na Geradora. Ademir Matos gravou um vídeo de apoio à campanha e aparece na famosa foto com o grupo de políticos ratificando apoio as candidaturas na semana anterior ao pleito. No dia em que a assembleia foi suspensa e a Polícia Civil pôs em andamento a operação Curto Circuito, Ademir foi visto deixando a Cerbranorte por uma porta, enquanto os policiais entravam por outra, para cumprir mandado expedido pela Justiça de busca e apreensão. Se era um simples eleitor e assim se manifestava até então, porque essa superexposição? Isso não é atitude de um simples associado.

Lata velha
Os carros abandonados que estão estacionados há vários meses, alguns há anos, nas ruas de Braço do Norte estão com os dias contados. A Câmara de Vereadores aprovou na última segunda-feira o projeto de lei de autoria do presidente do Legislativo, Jacinto Orbem Perin (PSD), que autoriza o município de Braço do Norte, através da Polícia Militar, a determinar a remoção de veículos abandonados há mais de 30 dias nas vias públicas municipais, depositando-os junto aos órgãos fiscalizadores do trânsito. A medida segue para sanção do prefeito Beto Marcelino (PSD).

Em campanha 1
Desempregado, o ex-prefeito Ademir Matos, que até o ano passado era diretor do Iprev (Instituto de Previdência do Estado) volta à cena. Longe de Braço do Norte desde que passou o cargo para o prefeito Beto Marcelino (PSD), pode estar vislumbrando na Cerbranorte uma forma de voltar a ocupar um cargo através do voto. No comando de Braço do Norte por 12 anos, Ademir Matos, até a gestão passada, sempre evitou tomar a linha de frente nas eleições para a Cooperativa. Nas oportunidades que estava na Prefeitura, chegou, até mesmo, a se afastar do cargo para não interferir na decisão. Com a indefinição da manutenção das candidaturas da chapa 1, Matos poderia ser uma alternativa e seu nome ganha espaço no MDB.

Em campanha 2
Mas porque Ademir Matos teria feito questão de citar na sua nota de esclarecimento a informação de que Ronaldo Fornazza (PP) é o coordenador de campanha da chapa 1, se em nenhum momento isto teria sido questionado por ninguém? Elementar! Se a Justiça reconhecer as ilegalidades cometidas por Toninho ou Nelo, o nome de Fornazza estaria atrelado diretamente ao dos ex-presidentes, candidatos da chapa 1. Se não for encontrado nada que possa pôr em cheque a integridade dos ex-dirigentes, Matos pode dizer que sempre defendeu a proximidade com o PP de Ronaldo. Nelo, candidato à presidência pela chapa 1, é filiado ao MDB.


Leave a Comment