Edição 07/08/18

Intervenção

A juventude do PP de Braço do Norte solicitou espaço para intermediar o mal-estar que, atualmente, se estende na relação do presidente da Cerbranorte, Antonio da Silva, e o vice-prefeito, Ronaldo Fornazza. Consideradas, atualmente, as duas principais lideranças do partido, os dois pouco se conversam. A situação ficou pior ainda quando o deputado federal Jorge Boeira (PP) teria declarado que qualquer pedido que fosse feito a ele vindo de Braço do Norte, deveria ter o consentimento de “Toninho”. O vice-prefeito, que também é o atual presidente do partido, se sente desconfortável em ter que ir a cooperativa agendar reunião com Toninho. O presidente da Cerbranorte, também não acha certo ter que correr atrás de Fornazza no paço municipal, depois de ter sido o principal afiançador de sua posição como vice na eleição passada. Com egos inflados e com a velha guarda sem saber o que fazer, surge um novo movimento para unir os ressentidos.

 

Fora da disputa

Preterido como candidato ao senado, Jorge Boeira (PP) anunciou que não será mais candidato a reeleição. O deputado federal que tem sua base eleitoral no extremo sul do Estado, com diversas emendas para a região do Vale, anunciou que não vai participar desta eleição como candidato. Com a decisão de Amim de concorrer ao governo do estado, Boeira ensaiou sua candidatura ao senado. Com a definição de Amin de realmente concorrer ao senado, sobrou a Boeira disputar mais uma vez uma vaga de deputado. O que não lhe pareceu mais convincente. Declarou que não é político profissional, que cumpriu seu papel na câmara federal e não tem motivação para um quinto mandato. Boeira foi o deputado federal mais votado entre os candidatos do sul do estado em 2014 com 123.770 votos. Lideranças do PP não aceitam esta sua desistência e organizam um movimento pedindo para ele concorrer à reeleição. A sua saída beneficia todos que ficam na disputa, dos vários partidos, cada um pega uma parte do eleitorado de Boeira, mas o principal beneficiado por ser o deputado Ricardo Guidi, PSD.

 

Arrancada

O PSD tem quatro vereadores em Braço do Norte e não três. Corrige este espaço o prefeito Beto Marcelino, que promete uma grande mobilização de seu partido na próxima sexta-feira à noite. O PSD de Braço do Norte será o primeiro do Estado a promover um evento partidário visando o aumento de filiados. Atualmente tem 329 filiado, um dos menos em termos de filiados na cidade. A intitulada “Arrancada do Time do Bem”, acontecerá a partir das 20 horas na Associação Campestre de Braço do Norte com a presença dos candidatos do partido a deputado estadual, Júlio Garcia, e federal, Ricardo Guidi. Também confirmou presença o atual vice da chapa a governador, João Paulo Kleinumbing, do Democratas. Curiosamente, é deste partido que sairão boa parte dos filiados que ingressarão no PSD.

 

Encontro

Buscar ampliar a representatividade política nas diversas esferas. Este é o objetivo da campanha Do Sul pelo Sul, que conta com a participação da Acivale e Associações Empresariais da Regional Sul Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina, que apoia o movimento. A exemplo de movimentos anteriores, a expectativa é de que, unificando a voz da classe empresarial em torno das questões e bandeiras em prol do desenvolvimento da região, se consigam resultados mais efetivos junto às lideranças políticas.  Para isso, está previsto um encontro na próxima terça-feira, com os presidentes e vice-presidentes das Associações Empresariais da Regional Sul para definirem a metodologia de um encontro com os principais candidatos previsto para 29 de agosto.

 

Pensamento do Bambi

Tenho alguns amigos que bebem tanto que se forem cremado nunca mais apagam.

 


Leave a Comment