Edição 05/09/18

O Sul no centro do debate

Os quatro candidatos a governador que compareceram ao debate realizado no sábado, 1° de setembro, em Laguna, transmitido por um pool de oito emissoras de rádio e quatro jornais (incluindo a Folha do Vale), deixaram um recado de que respeitam a região e que vão olhar para o Sul do Estado caso sejam eleitos. Na abertura do programa, eles responderam a um mesmo questionamento sobre a desigualdade econômica em relação a outras regiões de Santa Catarina.

Décio Lima (PT): disse que pretende ser um governador itinerante, renovar os processos e que virá à região para discutir com as lideranças locais as melhores alternativas.

Camasão (PSOL): disse que está preocupado com o desemprego na região, especialmente na região de Criciúma e o setor carbonífero. Entende que a atividade dever ser repensada, aproveitando toda a estrutura das instituições existentes para buscar novas formas de geração de energia.

Comandante Moisés (PSL): disse que conhece as demandas da região e as dificuldades. Pretende criar parcerias para melhorar as condições de infraestrutura e garantir que seja possível o desenvolvimento. Quer também dar segurança jurídica para os investimentos no litoral.

Portanova (Rede): disse que a saída passa pelos investimentos em inovação tecnológica, pois os empregos que se conhecem atualmente vão desaparecer ou se transformar radicalmente. Para ele o equilíbrio ambiental e o desenvolvimento vão caminhar juntos.

 

Temas de sobra para debater

O formato do debate e a participação dos parceiros, permitiu abordar assuntos que interessam diretamente ao eleitor do Sul, como não se viu em nenhum espaço de discussão eleitoral até o momento. Entre outros assuntos abordados nas duas horas do debate, tivemos perguntas sobre o Porto de Imbituba, segurança, desenvolvimento, gestão do Estado, economia, APA da Baleia Franca, Terminal Pesqueiro de Laguna, futuro das ADRs e Hospital São José de Criciúma. E mesmo assim muitos temas importantes acabaram ficando de fora. Para os braçonortenses, por exemplo, faltou abordar o Hospital Santa Teresinha. Prova de que o Sul ainda precisa ter novas oportunidades de contato com os candidatos.

 

Convite foi para todos

Todos os nove candidatos ao cargo de governador de Santa Catarina foram convidados para o debate, mas cinco deles não compareceram. Os motivos foram desde a adoção de critérios de só participar dos debates promovidos pela Acaert (Mauro Mariani-MDB e Gelson Merísio-PSD), outras agendas Ângelo Castro (PCO) e Ingrid Assis (PSTU) ou falta de recursos financeiros (Jessé Pereira). Mas, para o público que acompanhou, a impressão que ficou mesmo foi de descaso com a região sul.

 

Candidato a vice-governador de Imbituba

Com uma alteração na chapa do Patriota o Sul do Estado passa a ter mais um candidato a vice-governador. Dr. Márcio Lanna, de Imbituba, substitui Dr. Danny Cesar que desistiu por motivos de saúde. Com esta mudança o Sul tem agora 58 candidatos. Confira a lista completa em www.rafaelmatos.com.br.

Rio Tubarão

Há TRINTA e CINCO anos, NOVE meses, DUAS semanas e DOIS dias esperamos por novas obras de dragagem no Rio Tubarão.

 


Leave a Comment