Dois ex-prefeitos falecem na região

Na segunda-feira, 15, faleceu Turíbio Stuepp, de Santa Rosa de Lima, e na terça-feira, 16, Raulino de Pieri, de São Ludgero

A região de despede de dois ex-prefeitos. Faleceu na tarde da última segunda-feira, 15 de abril, Turíbio Stuepp, de Santa Rosa de Lima e na manhã de terça-feira, 16, Raulino de Pieri, de São Ludgero.

Turíbio que completaria 71 anos em julho deste ano, administrou o município por duas ocasiões: de 1983 a 1988 e de 1993 a 1996. O ex-prefeito faleceu devido a uma crise de arritmia cardíaca e trombose nos membros inferiores. Ele estava internado no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ele deixa cinco filhos e oito netos. O prefeito em exercício de Santa Rosa de Lima, Alfonso Kulkamp, decretou luto oficial por sete dias.
Turíbio é sogro do diretor executivo da Amurel e também ex-prefeito do município por dois mandatos, Celso Heidemann. “Turíbio foi um prefeito empreendedor, marcou sua gestão com obras estruturantes para cidade, como a construção atual do centro administrativo municipal. Cidadão sempre disponível para ajudar quem o procurava. Ele sempre foi bastante participativo da vida social da comunidade, era envolvido com as causas da igreja, do esporte, entre outras”, descreve Celso.
Já na manhã de terça-feira, 16, Raulino, que estava internado no Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte, não resistiu e faleceu por volta das 6 horas, em decorrência de problemas de saúde. Raulino nasceu em 05 de agosto de 1926, tinha 92 anos. Empresário bem-sucedido do setor madeireiro, também foi proprietário de fecularia na cidade e comerciante. Administrou a Prefeitura de São Ludgero de 1º de fevereiro de 1973 a 31 de janeiro de 1977. Foi em seu período que a cidade foi destruída com a enchente de 1974 e reconstruída.
O prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que Raulino, quando prefeito, mostrou sua fibra e determinação. “Se hoje é difícil administrar uma Prefeitura, imagina na época com maiores limitações de equipamentos, pessoas e recursos, tendo a cidade destruída. São Ludgero perdeu um grande líder”, lamenta Iba, que decretou luto oficial de três dias na cidade.


Leave a Comment