Um país se constrói com pessoas e livros

Por Walber Gonçalves de Souza Professor Monteiro Lobato, um dos maiores escritores do Brasil afirmava que “um país se constrói com homens e livros”. Somos uma nação de praticamente 200 milhões de seres humanos, portanto, não nos faltam os “homens”, mas os livros. É sabido por todos que somos uma nação de pouquíssimos leitores, uma média de livros lidos por habitantes bem abaixo daquilo que seria ou deveria ser um padrão aceitável levando em consideração a…

Leia mais

Democracia na UTI

Por Walber Gonçalves de Souza Professor A democracia é uma das maiores conquistas que um povo pode almejar e possuir. Ela permite a liberdade de escolha que consiste na opção por pessoas, ideias, propostas, dentre tantas outras coisas; proporciona a possibilidade de participação, independente se seja de forma direta ou indireta e com ela podemos sempre mudar o rumo da história. A democracia, que ao pé da letra significa “governo do povo”, não é um sistema…

Leia mais

A importância do primeiro emprego

*Por Francisco Reinord Essert Na jornada da vida, é impossível não lembrar como a primeira experiência é marcante e pode ajudar na definição do futuro. Desde o primeiro passo, seguido do primeiro tombo, as primeiras vezes nos ensinam não somente a como ter sucesso, mas também que é possível errar e recomeçar, em uma contínua busca pela superação. Um círculo virtuoso baseado em aprendizados. Em um País repleto de jovens, no qual 25% da população…

Leia mais

Não se anule

Antonio Gavazzoni, advogado e doutor em Direito Público contatogavazzoni@gmail.com   Em tempos de fake news, mais uma notícia falsa vem ganhando espaço no Brasil: a de que uma grande quantidade de votos nulos poderia cancelar as eleições. Não caia nessa. Os votos brancos e nulos não são considerados válidos e, por isso, não fazem diferença no resultado final das eleições. Eles são excluídos no momento da apuração, que só considera válidos os votos concedidos para…

Leia mais

FECAM: aos 38 anos, novos desafios

Rui Braun Diretor  Executivo da FECAM A cartografia  política  catarinense  registra a força da articulação municipalista desde os  anos 60, ainda no século passado. Na década de 80, a pujança municipalista catarinense articulou  o escopo de uma entidade  federativa estadual  e a Federação Catarinense de Municípios, a  FECAM, passa a existir em 03 de julho de 1980. Ao completar 38 anos de existência, adensada por 21 associações regionais de municípios, com papel consolidado na condição…

Leia mais